Log in

Assessor da Câmara de Coité e preso acusado de tráfico de drogas, WhatsApp era usado para distribuição

Uma Operação conjunta na noite de quarta-feira,19, envolvendo a Guarnição da 4ª Companhia da Policia Militar de Coité, da PETO do 16º Batalhão, Guarnição de Retirolândia e Polícia Civil na residência de Sílvio da Silva Moraes, no Povoado de Tanque Novo, zona rural de Conceição do Coité, foram encontrados cinco tabletes de maconha e uma quantidade em embalagens menores, uma quantidade considerável de uma substância aparentado ser cocaína, uma balança de precisão, uma espingarda calibre 22, uma espingarda de socar, munições calibre 38,22 e 20, um notebook, um aparelho de DVD, um aparelho tablete, um talão de cheques, R$ 160,00 em dinheiro, um aparelho celular, uma carteira contendo documentos pessoais, inclusive um crachá indicando que o morador detém o cargo de assessor da presidência da Câmara Municipal de Conceição do Coité.

Segundo o site Calila Notícias, com informações do delegado titular Getúlio Queiroz a operação teve início no último fim de semana quando foi informado que traficantes de Feira de Santana e Salvador estavam se homiziando na zona rural, na localidade de Ladeira, Povoado de Cantinho e Tanque Novo, “no final de semana nós fizemos o levantamento e na segunda-feira, ao retornarmos o trabalho, nós tivemos o acesso a uma dessas casas na comunidade de Ladeira, onde conseguimos apreender uma certa quantidade de maconha. Não havia ninguém na casa no momento da apreensão, e continuamos a investigar a organização desse pessoal, identificamos algumas pessoas envolvidas, e a partir daí continuamos a investigar”. Disse o delegado.drogas encontradas na casa de silvio em coite

Ainda segundo Getúlio Queiroz, por volta das 18h de ontem (19), foi feita a detenção de um usuário de droga que confessou ter adquirido uma certa quantidade em mãos de Sílvio Moraes, “em virtude da apreensão da droga, e da confissão do usuário, nós solicitamos o apoio da PM que já vinha compartilhando dessas informações conosco, e numa operação conjunta fomos até a chácara de propriedade de Sílvio, onde foi encontrado tudo que foi citado anteriormente. Após apreensão das drogas e armas, em continuidade a operação conjunta, foi até a Câmara Municipal onde efetuaram a prisão de Sílvio e ao vistoriar seu aparelho celular, verificou-se que outra funcionária da Câmara identificada como Tarcisia Almeida Abreu, auxiliava Sílvio na entrega da droga ao consumidor, que solicitava a droga via WhatsApp”, afirmou o delegado.

Getúlio Queiroz ouviu os dois acusados e o usuário de droga que afirmou ter comprado na mão de Sílvio, e segundo ele o que já pode antecipar é que, Tarcísia confessou ser usuária e que em algumas oportunidades fez a entrega da droga a pedido de Sílvio. Quanto ao acusado, o delegado disse que nega a propriedade da droga e afirma estar sendo vítima de armação. “Só que foi uma operação conjunta entre as policias civil e militar, e o fato foi levado ao conhecimento do ministério público, e a gente espera que a justiça mantenha esses indivíduos atrás das grades, pois chega de violência contra as famílias”, finalizou o delegado.

O Calila Noticias teve acesso aos dois acusados, e ouviu de Tarcísia que estava ali de “gaiata” reafirmou ser usuária e que a Polícia não encontrou droga com ela. Já Sílvio disse ter ficado surpreso, segundo ele vai aguardar a apuração dos fatos, assumiu que as armas são de sua propriedade, mas que a droga foi uma armação que fizeram pra ele.

fotos: Raimundo Mascarenhas

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Salvador Bahia