Log in

Homem morre e menor fica ferido após troca de tiros com policiais em Conceição do Coité

Fabrício Ferreira Santos, 21 anos, residente em Candeias, região metropolitana de Salvador, vulgo Bê, morreu no início da tarde desta quinta – feira, 03, em consequência de um auto de resistência, conforme informou a guarnição do Pelotão Especial Tático Operacional – PETO, da 4ª Cia, e o adolescente C.V.B.S., 16 anos, ficou gravemente ferido durante a ação. O fato aconteceu na Rua Duas Irmãs, Bairro Alto da Colina em Conceição do Coité.


Segundo os policiais, os jovens, que são acusados de praticarem assaltos a celulares e roubo de motos chegaram a ser perseguidos na última terça-feira, 1º,depois de terem fugido após avistar uma viatura que realizava rondas de rotina no município. Na ocasião, os PMs recuperaram uma motocicleta CG 125, cor preta, que estava sendo usada pela dupla.

“Nós tentamos prendê-los, mas eles conseguiram fugir, e diante dos constantes assaltos que eles vinham praticando, nossa meta era capturá-los, mas ao chegarmos a residência de um senhor que dizia ter sido colocado pra fora por eles, fomos recebidos a tiros e revidamos. Prestamos socorro até o hospital mas um deles veio a óbito”, falou um dos militares envolvidos na operação.

Em poder deles, segundo a Polícia, foram encontradas duas armas, sendo um revólver calibre 38 e outra, cujo calibre não foi informado ao CN, além de certa quantidade de maconha. Familiares de Bê, disseram ao CN que ele chegou a Conceição do Coité a pouco mais de 30 dias e não souberam dizer o que veio fazer. Eles lembraram que em setembro de 2014 foi assassinado em Candeias, na 2ª Travessa Rua Presidente Kennedy, Robson Ferreira Pereira, irmão de Bê, com seis tiros.

O menor em estado muito grave foi transferido para o HGE, em Salvador, com várias perfurações, mas a equipe médica que atendeu, não passou mais detalhes.

A equipe Calila foi até a residência onde estavam os rapazes e identificou o proprietário por Benedito dos Santos Brito, tio do menor. Segundo ele, os jovens chegaram por volta das 17h de quarta-feira,02, permaneceram na casa até ás 04h da madrugada desta quinta-feira, tendo saído por um curto espaço de tempo, ou seja, voltaram 30 minutos depois com mais um colchão e permaneceram durante toda manhã, até a chegada da polícia.

Benedito não soube explicar como os PMs chegaram até sua residência, mas disse que ao sair no quintal se deparou com um deles que pediu que saísse, pois não estavam procurando por ele.

“Eles não me disseram quem procurava, mas já imaginava. Fiz o que eles pediram e de repente só ouvir os tiros”, contou Benedito, que mora sozinho. Ele disse também que nunca tinha visto o Bê e que havia chegado ontem em sua residência, tendo inclusive pedido ao menor C.V, que fosse embora. “Aqui em casa eles fumaram algo que fedia bastante e isso me fez sair da casa, pois não gosto dessas coisas.”, Concluiu.

Uma moradora da rua disse que na chegada os policiais já foram pedindo para entrarem para suas casas. “Acho que eles já sabiam que os meninos estavam lá dentro” comentou a moradora que pediu para não ser identificada.

Fonte: Calila Notícias
Foto: Raimundo Mascarenhas

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Salvador Bahia