Log in

Prefeito de Lamarão Dival de Memel é Eleito Presidente da Consisal

  • Published in Lamarão

Aconteceu na manhã desta quarta-feira,11,no auditório da UNEB, em Serrinha, a eleição para escolha da nova presidência do Consórcio Público de Desenvolvimento Sustentável do Território Sisal – CONSISAL.

A entidade composta por 20 municípios; Araci, Barrocas, Biritinga, Candeal, Cansanção,Conceição do Coité, Ichu, Itiúba, Lamarão, Monte Santo, Nordestina, Queimadas, Quijingue, Retirolândia, Santaluz, São Domingos, Serrinha, Teofilândia, Tucano e Valente, todos representados pelo respectivos prefeitos com direito a voto, e, ao final da apuração dos votos, o prefeito de Lamarão Dival Pinheiro (PT) foi eleito presidente para o biênio 2017-2018. O petista recebeu 11 votos, contra 8 contrários.Um dos 20 prefeitos optou por votar nulo.

Dival de Memel como é conhecido o novo presidente, até as duas últimas semanas parecia que seria candidato único, quando surgiu o prefeito de Serrinha Adriano Lima (PMDB) como concorrente, mas na abertura dos trabalhos da eleição, o diretor executivo do Consisal José Melquiades anunciou que apenas uma chapa estava inscrita, aquela encabeçada por Dival, só que Adriano também estava presente, quando o prefeito de São Domingos, Izaque Junior (PMDB) interrompeu, afirmando que tinha o interesse de inscrever uma chapa, não mais encabeçada por Adriano e sim, por Cecília Petrina (PCdoB) prefeita de Itiúba, sugestão não aceita pela mesa, pois, segundo o regimento só poderia inscrever até às 10h, mas Petrina foi a última a chegar, quando o horário estava extrapolado.

Dival usou o microfone e pediu que a mesa permitisse que seus opositores fizessem a inscrição para concorrerem, quando teve inicio a novas discussões. O prefeito de São Domingos, Izaque Junior informou que o nome que eles iriam apresentar, era o de Cecilia Petrina (PCdoB) e não mais o de Adriano Lima, momento que Petrina pediu para falar e afirmou que só encabeçaria a chapa, se fosse de consenso e que não iria para o ‘bate chapa’ com Dival.

O candidato Dival que pediu a mesa para permitir a inscrição da chapa, voltou a usar o microfone sendo contrário, logicamente, a ideia de seus opositores, pois, o tiraria a oportunidade de concorrer a eleição e teria que aceitar a chapa de consenso indicada pela oposição.

O então presidente Osni Cardoso que deixou a prefeitura de Serrinha no último dia 31/12, tentou novo acordo com os prefeitos que tendenciavam votar contra Dival, mas não obteve êxito, o que permitiu que pela primeira vez a eleição fosse decidida no voto e com a presença de 100% dos prefeitos filiados.

Izaque Junior que apoiava Adriano, depois tentou Cecilia e sem conseguir emplacar nenhum, colocou seu próprio nome para concorrer, tendo como vice-presidente administrativo Adriano Lima (PMDB), vice-presidente institucional Marcos Adriano(PSDB) prefeito de Valente, e Paulo Henrique (PR) prefeito de Cansanção, a função de secretário.apuração dos votos da eleição do consisal 2017

A votação aconteceu de forma rápida, assim como a apuração realizada pelo secretário executivo da entidade José Melquiades sob a fiscalização de perto dos candidatos.

Com o anuncio do nome de Dival eleito presidente um grupo se manifestou com o tradicional coro petista “partido, partido, é dos trabalhadores”, Dival usou o microfone para dizer que resolveu colocar seu nome para disputa depois de participar de quatro anos das reuniões e ações do consórcio e se sentia preparado para presidir a entidade que tem um papel muito importante no fortalecimento do território

Dival terá uma diretoria composta ainda com o prefeito de Tucano Luiz Sérgio (PSD) com a função de vice-presidente administrativo, André Andrade (PT) prefeito de Queimadas, vice-presidente institucional e Nininho Góis (PR) prefeito de Quijingue, secretário.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Salvador Bahia

x
Página do facebook